Delírio de um dia forte

Você me recorda o abraço apertado,

O corpo dourado, emoção que um dia dá no coração. O abraço viaja pelo corpo, porto e ancora no rosto. O sol nasce na haste da mão do dia que esquenta, aguenta no seu posto.

Arde meus lábios de ansiedade, angustiados. Chamam teu nome com empenho, mas vejo. Que a distância fica na instância do dia. Cria corrida ardida na sombra da alma da via sem vinda.

Olhar envolvente de repente avisa, pisa. Arrisca o seu semblante Canteiro de paz, gás capaz. De colorir cair de assalto em meu corpo exposto.


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes