Saudade


Se a saudade falasse certamente estaria discursando no coração.
O lugar do plenário da saudade estaria cheio de abraços perdidos, de beijos interrompidos.
Por isso a saudade não fala, ela é o silêncio do não acontecido, da lágrima barulhenta.
As palavras guardadas sufocam a hora que não chega para libertá-las.
O tempo se arrasta cansado com a espera.
Os pensamentos cultivam jardins de rosas, que não são colhidas.
Assistimos as pétalas despencarem, e nem sentimos o perfume das flores, pois a quem queremos oferecer não está perto.
A saudade nos deixa só.
Da rosa resta o caule da saudade com os espinhos que fazem sangrar a distância de alguém que queremos sentir o perfume da essência do seu corpo para continuarmos a nossa existência.

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga